Fundação Renova
Fundação Renova

Apenas 19% dos municípios seguem o plano Minas Consciente

Depois de dois meses após a criação do programa Minas Consciente, apenas 165 municípios mineiros dos 835, aderiram ao protocolo estabelecido pelo governo do estado para a retomada das atividades comerciais. Ou seja, apenas 19% das cidades que estão seguindo o plano e, atualmente, estão registrados como lugares que estão com funcionamento apenas de serviços essenciais (menos região sul do leste).

Apesar da baixa adesão do plano Minas Consciente, o chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Saúde, João Pinho, garantiu, durante entrevista coletiva nesta terça-feira (30), que os resultados são positivos. “O principal indicador de sucesso é que aquelas regiões que tiveram percentual de adesão maior tiveram evolução da pandemia inferior. Este é o principal indicativo de que o plano foi bem construído, foi acertado”, afirmou.

De acordo com o chefe de gabinete, até agora, 165 municípios aderiram o plano, afetando cerca de 4 milhões de pessoas. Outros 100 municípios, segundo João Pinho, adotaram medidas ainda mais restritivas que as que constam no plano.

O Minas Consciente é um plano para orientar gestores municipais, que têm a liberdade de aderirem ou não. As fases para retomada das atividades econômicas são divididas em ondas: onda verde, que só permite funcionamento de atividades essenciais; onda branca, que são as atividades consideradas menos arriscadas; onda amarela e onda vermelha, sendo esta última voltada para a retomada das atividades mais arriscadas do ponto de vista da saúde.

De todos os municípios que aderiram ao Minas Consciente, segundo João Pinho, 28 estão na onda branca e 137 na onda verde.

João Pinho ainda afirmou, porém, que sem isolamento social, não existirão protocolos capazes de conter o avanço da pandemia pelo estado, mas que não é hora de pensar em lockdown. “O governo entende que poderia ter isolamento um pouco maior do que temos. É interessante que a gente tenha aumento do percentual de isolamento para diminuir a velocidade de contágio”, disse.

Lembrando que na última semana, a onda amarela do plano Minas Consciente foi suspenso pelo Comitê Extraordinário Covid-19, montado pelo Governo Estadual para avaliar o avanço da pandemia do coronavírus. Com isso, 11 macrorregiões de Saúde do Estado deverão seguir os protocolos da onda verde, abrindo comente os serviços essenciais, como padarias, farmácias e supermercados.

Coronavírus em Minas Gerais

Minas Gerais registrou 47 óbitos tendo o coronavírus (COVID-19) como causa em 24 horas, além de 1.137 confirmações da doença. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta terça-feira, mais um Informe Epidemiológico detalhando a situação do COVID-19 no estado.

Até o momento foram 45.001 casos confirmados. Estão em acompanhamento 17.604 casos e são 26.432 casos recuperados. Até o momento, foram confirmados 965 óbitos.

O estado registra que 703 municípios mineiros possuem casos confirmados, sendo Belo Horizonte a cidade mais afetada, com 5.374 casos e 136 óbitos, o que é esperado, visto que é a maior do estado.

Comentários
Carregando...