Três Fake News sobre coronavírus que você precisa saber

PUBLICADO EM:

Com o rápido avanço da pandemia do novo coronavírus também vem surgindo muitas notícias falsas. As famosas Fake News são rapidamente disseminadas nas redes sociais e por aplicativos de mensagem, porém, os internautas devem ter muito cuidado, pois em casos sérios como o do vírus que tem se espalhado pelo Brasil e mundo, uma notícia falsa pode tirar uma vida.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais desmascarou três Fake News que circulam no estado, confira:

– Álcool gel não é eficaz contra o coronavírus (FAKE)

O vídeo de um suposto químico que se diz autodidata circulou nas redes sociais na semana passada. O homem afirma que o álcool gel não tem eficácia alguma contra o coronavírus e indicou a substituição do álcool por vinagre. Segundo informações do Ministério da Saúde, essa informação é uma inverdade, pois além de não haver comprovação nenhuma de que o vinagre é eficaz contra o vírus, o álcool 70% tem ação germicida, ou seja, é capaz de desestabilizar bactérias e vírus.

 – As pessoas não podem estourar plástico bolha de produtos comprados na China (Fake)

Nos dias atuais é comum que brasileiros optem por fazer compras através de aplicativos ou sites que vendem produtos chineses. Nessas plataformas há uma gama de produtos como roupas, calçados, aparelhos eletrônicos, eletroportáteis e eletrodomésticos, em que os preços são muito atrativos.

Circulou nas redes sociais um meme com a imagem de uma mão estourando plástico bolha com os seguintes dizeres: “Antes de estourar o plástico bolha, lembre-se que o ar vem da China”. O meme foi compartilhado por milhares de perfis, algumas pessoas levaram no tom de brincadeira, outras levaram a sério a informação.

O Ministério da Saúde informou que não há nenhuma evidência de que produtos enviados da China ao Brasil traga o coronavírus. Geralmente os vírus não sobrevivem muito tempo fora do corpo de outros seres vivos. Como o coronavírus não sobrevive mais de 24 horas fora de outro corpo, e o tempo de envio de mercadoria da China para o Brasil é de 30 a 60 dias, pode-se dizer que é impossível que o plástico bolha utilizado para resguardar os produtos infecte brasileiros.

– Governo chinês cancelou embarque de produtos têxteis e de outros produtos via navio (Fake)

A notícia que circulou via WhatsApp nos últimos dias foi a seguinte:

“O governo chinês cancelou todos os embarques de produtos têxteis e outros produtos via navio até março. Sendo assim, qualquer tecido que for embarcado assim que liberado por motivo da epidemia do coronavírus só chega ao Brasil em maio ou junho”.

Essa informação não procede. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), é seguro receber encomendas de países que já notificaram casos confirmados do novo coronavírus. Devido a experiência com outros coronavírus sabe-se que esse tipo de vírus não sobrevive por muito tempo em objetos.

Outras Fake News sobre coronavírus:

– Itália registrou a morte de 232 crianças pela Covid-19 (Fake);
– Bolsonaro decretou feriado de sete dias por causa do coronavírus (Fake);
– Coreia lançou filme em 2013 falando sobre coronavírus, capa do filme tem nome “Coronavírus” (Fake);
– Imagem que mostra vacina contra coronavírus (Fake);
– Ozonioterapia mata coronavírus (Fake);
– No início do surto de H1N1 no Brasil morreram mais pessoas do que agora com o coronavírus (Fake);
– Israel já tem vacina contra coronavírus (Fake) e
– Banho muito gelado ou muito quente mata vírus (Fake).

Tenha muito cuidado com as mensagens que você recebe e compartilha nas redes sociais, pois áudios e vídeos de supostos especialistas e textos sem procedências podem confundir as pessoas. É importante desenvolver o senso crítico. Ao receber alguma mensagem nas suas redes é essencial que você se faça as seguintes perguntas: Será que isso é verdade ou mentira? Quem me enviou tem propriedade para opinar sobre tal coisa? Qual é a origem? Será que essa pessoa que está falando é de fato um especialista sobre o assunto, ou uma pessoa tentando me confundir? O que os órgãos responsáveis estão dizendo sobre o assunto?

Fake News pode matar!

Leia também: Como proteger sua Saúde Mental em tempos de Coronavírus?

Comentários

RELACIONADOS

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,243FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
176SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários