Torcedores do Atlético se manifestam a favor da democracia em BH

PUBLICADO EM:

No último domingo (31), torcedores do Atlético compareceram às ruas de Belo Horizonte para protestarem a favor da democracia e combater o fascismo. Cerca de 200 pessoas estavam junto do grupo, chamado de Resistência Alvinegra, e saíram da Praça da Bandeira, em torno das 10h, e foram até a Praça Sete, segundo eles, com bastante apoio popular nas vias públicas.

Entretanto, segundo relatos dos manifestantes, houve um certo conflito com a Polícia Militar (PM), que estariam apoiando a manifestação bolsonarista. “Eles alegaram que nós não poderíamos ficar no local combinado porque não avisamos previamente. No entanto, assumiram que os bolsonaristas não avisaram também e que eles ficaram sabendo acompanhando as redes sociais de direita. Ou seja, se eles não acompanharam as nossas por desinteresse ou irresponsabilidade. Foi falha da PM que agiu diferente em cada ato”, conta os torcedores do Atlético.

Além disso, o Resistência Alvinegra disse que houveram excessos de reforços por conta da polícia, mandando carros blindados e o choque no local.

Durante a manifestação foi possível localizar torcedores de outros clubes aderindo ao protesto, como cruzeirenses, americanos e flamenguistas manifestando seu apoio à democracia pelas ruas de Belo Horizonte. De acordo com os torcedores do Atlético, não houve conflito com o outro grupo de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, porém, houve uma mudança de rota para que isso acontecesse, os bolsonaristas percorreram apenas dois dos 8 km que iriam percorrer.

Aglomeração

Descumprindo algumas das orientações dos órgãos de saúde, os torcedores do Atlético se aglomeraram pelas ruas da capital mineira. De acordo com o grupo, a onda crescente de manifestações pró-Bolsonaro e de ações antidemocráticas, obrigaram os movimentos de posicionamentos contrários a saírem de casa.

Segundo o manifestantes, algumas das orientações de distanciamento e prevenção do coronavírus foram tomadas durante o ato. “Tornamos obrigatório o uso de máscaras no nosso movimento além de estarmos sempre respeitando o distanciamento recomendado pela OMS. Pedimos ainda pra que as pessoas fossem de óculos pra que houvesse uma proteção extra. Entendemos que temos que nos proteger não só do vírus, mas também do autoritarismo que mata tanto quanto”, conta.

Novas manifestações

Os torcedores do Atlético disseram que irão retornar às ruas e farão manifestações maiores. “Faremos cada vez mais e com mais intensidade. Mostraremos ao povo que tem quem lute por eles mesmo nesse momento de pandemia. Que a esperança ainda existe e que a democracia vive”, disse o Resistência Alvinegra.

Resistência Alvinegra

O grupo Resistência Alvinegra nasceu de torcedores atleticanos que se conheceram através do futebol, sendo companheiros em uma torcida organizada, a Galoucura, e outros através de manifestações políticas. Com isso, perceberam que a luta política e a paixão pelo Atlético é o que há em comum entre eles, daí tiveram a ideia de forma uma torcida que reunisse essas duas paixões, a luta social e o Galo.

Veja também: Galo XXI: qual é o maior volante do Atlético no século?

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,275FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
178SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários