Seleção de Minas XXI: qual o maior lateral-direito do século?

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

Durante o tempo de quarentena já são três meses sem futebol ao vivo no Brasil, com isso, o Mais Minas tem feito enquetes para matar a saudade do torcedor atleticano e cruzeirense. Após montarmos a escalação dos maiores jogadores de Galo e Raposa no século XXI, com votação popular, estamos montando a Seleção de Minas dos últimos 20 anos, fazendo a votação entre os eleitos de cada clube para definir qual a escalação do século envolvendo os dois gigantes do estado.

A posição de goleiro dessa Seleção já foi escolhida por votação popular, Victor foi eleito com 52,6% dos votos. Agora é a hora de decidir qual foi o maior lateral-direito de Minas Gerais no Século XXI, no confronto entre Maurinho do Cruzeiro, que eve passagens pelo clube em entre 2003 e 2006 e em 2008, e conquistou a Tríplice Coroa do time azul, e Marcos Rocha, do Atlético, que conquistou a América e a Copa do Brasil sobre o rival.

Maurinho (Cruzeiro 2003-2006 e 2008)

Seleção de Minas XXI: qual o maior lateral-direito do século?
Crédito da foto: Arquivo/ Folha Press

A primeira opção é um nome inesquecível entre os torcedores celestes. Maurinho foi o nome da lateral-direita Cruzeiro naquele que foi um dos anos mais vitoriosos da história do clube, 2003, quando a Raposa levantou a até então inédita Tríplice Coroa.

Além da passagem que durou entre 2003 e 2006, Maurinho voltou ao clube azul em 2008, mas na época a próxima opção já reinava soberano na posição. Pelo Cruzeiro, o ex-lateral conquistou o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil em 2003, e foi ainda tricampeão mineiro nos anos de 2003, 2004 e 2008.

Marcos Rocha (Atlético 2007-2017)

Seleção de Minas XXI: qual o maior lateral-direito do século?
Crédito da foto: Bruno Cantini / Atlético

Marcos Rocha foi revelado na base do Atlético e passou por quatro times até se firmar como titular do Galo, em 2012. Daí em diante, o jogador dominou a posição e se tornou um dos principais alas do país, chegando inclusive à Seleção Brasileira.

Sua passagem pelo clube é marcada, principalmente, pela era gloriosa do Galo no século XXI, quando alvinegro de Minas conquistou os estaduais de 2012, 2013, 2015 e 2017, a Copa Libertadores de 2013, uma Recopa Sul-Americana, em 2014, e uma Copa do Brasil, contra o maior rival, Cruzeiro, em 2014.

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,275FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
178SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários