Seios cheios de leite: como amamentar nos primeiros dias de vida do bebê

PUBLICADO EM:

Se você é mamãe e papai de primeira viagem, anote as dicas abaixo, pois elas podem ajudar quando o esperado bebê da família finalmente chegar. Entre tantas situações embaraçosas que podem vir a acontecer nas primeiras horas de vida do bebê, está a dificuldade em conseguir amamentar. Para as mãe de seios grandes, amamentar pode ser uma das maiores dificuldades.

Acontece que muitas vezes o seio fica cheio de leite, e o bico fica estufado para a frente, o que pode dificultar para o recém-nascido conseguir se alimentar. Essa é uma situação muito recorrente no aprendizado da mãe e filho em dar e receber o principal alimento que um bebê precisa para se manter nutrido.

O leite materno é a primeira e principal nutrição do bebê, ele é produzido de forma natural pelo corpo da mulher minutos após ela dar à luz. Os pediatras indicam que os bebês sejam alimentados somente com o leite materno até os primeiros seis meses de vida. Após esse período, é indicada a introdução vagarosa de outros alimentos na dieta da criança.

Existem alguns mitos acerca do leite materno, o principal é que o leite está fraco ou não é suficiente para alimentar o bebê. Muitas mães pensam isso pelo fato do bebê querer sempre mamar, muitas vezes com intervalos de curto tempo. Mas o que muitas mulheres não sabem é que é absolutamente natural isso, a chamada “mamada livre” acontece nos três primeiros meses, e o bebê pode sentir a necessidade de se alimentar de 2 em 2 horas, ou menos. Não existe um horário específico, pode ser durante toda a noite e durante todo o dia. A dica aqui é tentar criar uma rotina de silêncio durante a noite, para o bebê não trocar de turno, do contrário, a mamãe vai sofrer mesmo.

Voltando ao assunto principal, você vai conferir abaixo dicas valiosas para conseguir amamentar seu bebê, mesmo estando com os seios carregados de leite.

Dicas de amamentação

1 – Gestante

Se você ainda está “assando o pão”, ou seja, grávida, faça furos em um sutiã na região do bico do seio e exponha-os ao sol da manhã. Isso irá fortalecer os seus mamilos, evitando as feridas que podem surgir após as primeiras sucções que o bebê pode tentar dar.

2 – Excesso de leite

O leite materno é valiosíssimo, ele pode salvar a vida de uma criança. Então se você tem excesso de leite no seio e está percebendo que o seu bebê não vai dar conta, que tal doar um pouco para o banco de leite da sua cidade? Assim, além de contar com o auxílio de profissionais para a retirada do líquido, você ainda estará fazendo o bem para um outro recém-nascido. Sem contar que o excesso de leite materno no seio da mulher pode causar além de dores e vermelhidão na mama, febre.

Imagine você cuidar de um recém-nascido estando com febre, seria uma situação muito embaraçosas.

3 – Se virando sozinha

Pode ser que na sua cidade não tenha banco de leite, ou você encontre alguma dificuldade para chegar até ele, nesse caso, você vai ter que se virar para tirar o leite do seio. A dica aqui é, além de usar uma bomba para retirar o leite do seio, você deve apertar o mamilo tentado formar o bico, e uma vez o bico formado, você pode sozinha ir apertando (como fazem com a vaca mesmo). Então você vai apertando em uma pia ou qualquer lugar onde o leite possa ser despejado, até retirar o excesso. O segredo está em conseguir formar o bico. Depois disso o seu filho vai conseguir amamentar de forma mais fácil.

Bom, espero que essas dicas tenham te ajudado, até a próxima!

Comentários

RELACIONADOS

Comentários