Risco de ruptura de barragem em Barão de Cocais será debatido na Assembleia de Minas

PUBLICADO EM

Nesta sexta-feira (29/3/19), a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza audiência pública para debater os impactos ambientais, sociais e econômicos decorrentes das atividades minerárias no município de Barão de Cocais (Região Central) e no seu entorno. A reunião será a partir de 9h30, no Plenarinho II da ALMG.

Em Barão de Cocais está localizada a barragem Sul Superior, da Mina de Gongo Soco, que pertence à mineradora Vale. No dia 22 de março de 2019, por orientação da Agência Nacional de Mineração (ANM), a Vale elevou de 2 para 3 o nível de segurança dessa barragem, o que significa risco iminente de ruptura. É a primeira vez que uma barragem atinge o nível 3, desde o rompimento da barragem da Mina de Córrego do Feijão, em Brumadinho (Região Metropolitana de Belo Horizonte), em dia 25 de janeiro último.

No dia 8 de fevereiro, quando o nível de segurança da barragem Sul Superior foi elevado de 1 para 2, centenas de pessoas receberam orientação para deixar suas casas, na zona de autossalvamento, que abrange a área imediatamente afetada por um eventual rompimento da estrutura, sem tempo para serem salvas por equipes de emergência.

A Defesa Civil de Minas Gerais indicou que mais de 6 mil pessoas podem ter suas casas atingidas pela lama no caso de uma ruptura, atingindo também os municípios de Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo (ambos na Região Central).

Transmissões ao vivo – Todas as reuniões do Plenário e das comissões são transmitidas ao vivo pelo Portal da Assembleia. Para acompanhá-las, basta procurar pelo evento desejado na agenda do dia.

Leia o release na íntegra no site da ALMG.

Comentários

destaque

Sisu 2020: resultado do segundo semestre é divulgado

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, na manhã desta terça-feira (14), a lista dos candidatos selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu)...

Mais mulheres ocuparão as cadeiras nas câmaras municipais?

As mulheres podem ser as protagonistas das Eleições 2020, caso as últimas decisões do Tribunal Superior Eleitoral (STE) sejam acatadas pelos partidos...

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,414FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
182SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários