Fundação Renova
Fundação Renova

Postura dos estreantes contra o Botafogo agrada a Mano Menezes

O Cruzeiro recebeu o Botafogo no Mineirão, neste domingo (14) e a partida terminou com um empate pouco empolgante: 0 a 0. As duas equipes fizeram um jogo de dar sono até no torcedor mais apaixonado. Por outro lado, os estreantes, Weverton e Maurício, agradaram a Mano Menezes, que elogiou os jovens jogadores no final do jogo.

Com o empate em 0 a 0, a equipe agora soma sete rodadas sem vencer no campeonato. O setor ofensivo mais uma vez foi um problema. A Raposa pouco criou, e quando chegava ao gol, errava as finalizações. Pedro Rocha, grande esperança do torcedor, não conseguiu ter o mesmo desempenho da última quinta e acabou sendo substituído no segundo tempo.

O cansaço pode ter atrapalhado a performance dos jogadores em campo, mas o que falta para o Cruzeiro no Brasileirão talvez seja uma mudança de postura. A Raposa tem que entrar em campo com a mesma vontade de vencer que entra em um mata-mata.

Postura dos estreantes contra o Botafogo agrada a Mano Menezes
Crédito da foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Estreantes 

Quem esperava ver o Cruzeiro com uma atuação melhor, depois de ter feito uma ótima partida pela Copa do Brasil, se decepcionou. Por outro lado, é bom ver jovens promessas da base celeste ganhando chances no time titular. A partida de ontem marcou a estreia do lateral-direito Weverton e do meia Maurício.

Você pode até não estar ligando o nome a pessoa, mas Weverton é aquele jogador que deu uma caneta em Neymar durante um treino na Granja Comary. A sua postura em campo agradou Mano Menezes que elogiou sua personalidade e ultrapassagens pela direita.

Maurício pegou uma grande responsabilidade logo na sua estreia. O jogador entrou no lugar de Thiago Neves, um dos ídolos cruzeirenses e também agradou o técnico. Mano afirmou que ele entrou bem e buscou bastante o jogo.

Desfalques? 

Na partida, o volante Ariel Cabral levou uma pancada forte no nariz. A situação preocupou os torcedores, visto que a impressão era que ele tinha caído desacordado e em seguida começou a sangrar. O atendimento foi rápido e uma possível fratura foi descartada. O meia Thiago Neves foi outro que deixou a torcida em alerta. O camisa 10 não voltou para o segundo tempo da partida e ficou no banco. Durante o segundo tempo, o jogador ficou aplicando gelo na panturrilha direita, local no qual ele já sofreu lesão neste ano.

Mas a boa notícia veio por meio do técnico Mano Menezes, que tranquilizou os torcedores afirmando que por enquanto a situação dos dois não preocupa, e que eles devem estar em campo na decisão de quarta-feira.

Mão na Boca

Jogadores do Cruzeiro e do Botafogo entraram em campo ontem tampando a boca com a mão. O fato chamou a atenção dos torcedores que não entenderam do que se tratava. Em seguida, a Raposa anunciou em suas redes sociais que o gesto se tratava de uma campanha dos clubes em parceria com a empresa Natura. A ação visa levar os homens a repensarem o que é ser homem em nossa sociedade, buscando combater a masculinidade tóxica.

Comentários