Polícia investiga desaparecimento de 3 meninas em Juiz de Fora

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

A Polícia Civil de Juiz de Fora, cidade da Zona da Mata mineira, está investigando o desaparecimento de três meninas, ocorrido neste último domingo (27).

De acordo com informações das mães, as garotas têm respectivamente 10, 14 e 17 anos. Elas sumiram após informarem ás mães que iriam até o centro da cidade fazer um lanche em uma rede de fast food.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela mãe da garota de 17 anos na tarde desta segunda-feira (28), no Bairro Parque das Torres. Segundo ela, a filha saiu acompanhada de mais duas amigas por volta das 19h.

O desaparecimento

No entanto, o último contato da mãe com a menina foi três horas depois, quando a adolescente afirmou que estava em um ponto de ônibus em frente a um shopping, na Avenida Getúlio Vargas.

Mais tarde, já por volta de 23h30, a mãe da menina compartilhou fotos das três em grupos de WhatsApp, procurando por elas, pois não haviam chegado em casa. Logo depois, a mulher recebeu um áudio de um homem que dizia que as garotas foram vistas acompanhadas de garotos, perto do condomínio Belo Vale I, no Bairro Jóquei Clube II.

Segundo o boletim de ocorrência feito no dia seguinte, a mãe da menina de 10 anos confirmou as informações da outra mulher. Já a mãe da garota de 14 anos contou que tinha problemas para se relacionar com a filha.

Após o desaparecimento, a adolescente de 17 anos foi descrita usando um body de manga longa com estampa de onça, short jeans escuro e uma sandália azul. A menina de 10 anos vestia cropped colorido, short preto e sandália preta, e por fim, a garota de 14 anos usava cropped de cor marfim, short jeans claro e chinelos.

Suspeitos

Além disso, a mãe da menina de 17 anos disse a PM que teria sido ameaçada dentro por um suspeito de 18 anos há cerca de dois meses. Ele teria dito à mulher que iria “buscar os parentes” dela. No registro de pessoa desaparecida feito pela PM, dois irmãos, de 16 e 18 anos, aparecem como suspeitos do sumiço das garotas.

O caso segue sendo investigado pelo delegado Rodolfo Rolli, da 3ª Delegacia da Polícia Civil de Juiz de Fora. Segundo ele, a principal hipótese é que as garotas possam estar em cárcere privado, mas não se pode ainda descartar outras hipóteses.

Leia também: Em Betim, criança é morta a facadas em porta de escola

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,287FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
180SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários