Fundação Renova
Fundação Renova

Polícia apreende drogas e duas armas, após investigar caso de feminicídio em Lafaiete

Na última quinta-feira (2), a Polícia Militar (PMMG) apreendeu duas armas de fogo, de calibre 450 e 635, além de cinco munições intactas de calibre 38, duas capas de colete de balas, porção de maconha e cocaína, uma faca, um coldre, um rádio de comunicação e dinheiro em espécie, em um apartamento no bairro Santo Agostinho, em Conselheiro Lafaiete.

Essa apreensão aconteceu devido a um acionamento à polícia na manhã da última quarta-feira (1), de uma solicitante que relatou ter deparado com o corpo de uma mulher, imóvel, na calçada de um prédio do referido bairro, apresentando sangramento na cabeça. Após averiguar o caso, os militares constatou a veracidade do fato. Com isso, foi convocada a equipe do Corpo de Bombeiros (CBMMG) e do SAMU, que foram até o local e constataram o óbito da vítima, de 36 anos, que estava com R$ 1.012 em dinheiro.

No prédio em questão, havia um lençol na sacada do terceiro andar e um chinelo no beiral, o qual fazia par com o chinelo encontrado ao lado do corpo da vítima. No apartamento do referido andar não foram encontrados indícios de arrombamento da porta, mas no seu interior encontravam-se dois menores, de 3 e 13 anos, filhos da vítima, os quais foram assistidos pelo Conselho Tutelar.

Continuando a operação, a Polícia Militar realizou buscas no apartamento e encontrou os materiais, além de encontrar R$ 8.072 em dinheiro no quarto do casal. No total, então, foram apreendidos R$ 9.084. Com isso, houve o trabalho de rastreamento do cônjuge da vítima, que o encontrou em um carro Fiat Uno Mille Fire de cor preta e placa HGS-9937, transitando pela rua Canadá.

Na abordagem, o homem, de 43 anos, estava embriagado e sem carteira de habilitação. Quando foi perguntado sobre o ocorrido, ele disse que não estava em sua casa na noite anterior e que não teve nenhum atrito com a vítima. Também relatou ser usuário de drogas e que as substâncias encontradas no apartamento eram de sua propriedade, assim como as armas de fogo que ele alegou serem de herança. Porém, as munições seriam de sua esposa que, ainda segundo ele, vinha praticando tiro esportivo.

Foi dada a ele, voz de prisão por posse ilegal de arma e por dirigir embriagado. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia juntamente com a apreensão realizada.

Veja também: Polícia apreende 49 pedras de crack com menores em Conselheiro Lafaiete

Comentários