Minas Gerais deve alcançar o auge da pandemia em julho

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

Embora o Ministério da Saúde tenha apontado que o primeiro caso de contaminação pelo coronavírus no Brasil tenha ocorrido em  Minas Gerais, a  Secretaria de Estado de Saúde de Minas refutou a notícia, apresentando outros dados que mostram que a primeira morte pela Covid-19 em Minas aconteceu em março e não em janeiro conforme divulgou o Ministério.  No estado mineiro o vírus demorou para proliferar. De acordo com Carlos Eduardo Amaral, secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, no estado o coronavírus deve alcançar o auge a partir do dia 19 de julho.

Durante coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira (28), Amaral informou a observância de uma notória evolução da pandemia no estado mineiro. “Os casos registrados em Minas Gerais configuram uma tendência e percebemos que a tendência que ocorria no estado era diferente da que ocorria em todo o país. Dessa forma, a partir daí, tivemos condições de realizar projeções mais próximas a realidade de Minas Gerais. Atualmente, a previsão é que o pico ocorra dia 19 de julho e esse constante adiamento do pico, que é a data em que se prevê um maior estresse assistencial, está diretamente relacionado à manutenção do isolamento social, do uso de máscaras e de todas as demais orientações”, disse Amaral durante coletiva.

Também esteve presente na coletiva de imprensa Fernando Passalio, atual  secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico. Passalio explicou o funcionamento do Programa Minas Consciente. “Nesta semana completaremos um mês do Programa Minas Consciente. Neste período, acumulados 87 municípios que aderiram ao programa. Dessas 87 cidades, temos municípios que estão nas ondas verde, branca e amarela e os protocolos de cada onda estão disponíveis no site do Minas Consciente. É importante destacar, também, que o programa não é uma flexibilização e sim uma convivência harmônica com o isolamento, que deve ser mantido e aliado às demais medidas de prevenção”, explicou o secretário.

Amaral destacou que no período de pico da Covid-19, doença causada pelo novo vírus, o número de casos confirmados podem subir exponencialmente, sendo possível dobrar os casos confirmados diariamente, o que tende acontecer durante cerca de 12 a 14 dias. “Quanto mais rápido houver a dobra de casos, mais estresse no sistema de saúde ocorrerá. Assim, de certa forma, estamos em um patamar mais equilibrado. No entanto, é sempre importante ressaltar que tal dado está diretamente ligado com a manutenção do distanciamento social e das recomendações que fazemos diariamente. Os dados são dinâmicos e caso haja uma mudança na postura da população, a situação pode mudar e retroceder”, explicou Carlos Eduardo Amaral.

Coronavírus em Minas Gerais

Confirmados: 9.613
Recuperados: 4.657
Óbitos: 263
Casos em Acompanhamento: 4.710

Leia também:  Covid-19: paciente de 81 anos tem alta hospitalar em Mariana.

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,292FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
180SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários