Fundação Renova
Fundação Renova

Kalil dispara contra protestantes em tempo de quarentena: “irresponsáveis que não sabem ler a leitura básica do mundo de hoje”

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), salientou a importância das pessoas respeitarem a quarentena e pediu para que todos ficassem em casa, nesta segunda-feira (30), em razão da pandemia do coronavírus. Isso porque no último fim de semana muitas pessoas foram até a orla da lagoa da Pampulha para caminhar e praticar outras atividades costumeiras, o que fez Kalil estudar endurecer o isolamento e firmar multa para quem desobedecer as medidas decretadas pela prefeitura municipal.

“Acionamos a Procuradoria Geral do Município, uma desobediência de uma pandemia é crime e vamos enquadrá-los como criminosos, já estamos fazendo estudo. Isso é péssimo. O pessoal não está entendendo. Agora já houve mutação do vírus. O vírus já está matando gente com 26, 30, 40 anos. Esse jovem que vai sair, 80% deles vão entrar e sair do CTI com vida, [mas] ele está matando homem de 60 anos. Isso é de uma cretinice, de um egoísmo. Toda vez que você vê um casal não idoso passeando na orla da Pampulha, praça do Papa, você tem aquele olhar: esse é um egoísta. Nós vamos identificar esse povo como os egoístas, eles fazem mal a Belo Horizonte, só pensam neles”, disse Alexandre Kalil em entrevista ao MG1, da Rede Globo.

E ainda, em seu discurso, o prefeito de Belo Horizonte deu sua opinião sobre as pessoas que estão desrespeitando o isolamento social para protestos políticos. “Patriota é a Polícia Militar, o Bombeiro, Guarda Municipal, patriota é quem trabalha na rua e pede para você ficar em casa. Esses que colocam ‘camisinha’ da Seleção, e bandeirinha pendurada nas costas, não passam de egoístas, irresponsáveis e que não sabem ler a leitura básica do mundo de hoje”, afirmou Alexandre Kalil, em entrevista à TV Globo.

Belo Horizonte já registrou uma morte por conta do coronavírus de uma paciente de 82 anos que morreu no hospital Biocor, em Nova Lima, na região metropolitana de BH. A capital mineira tem 163 casos confirmados da doença, 9.822 ainda estão em investigação.

Doações

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, anunciou que a PBH irá doar R$ 20 milhões em cestas básicas para moradores de aglomerados da capital mineira. A ação vem juntamente com a doação de cestas básicas para alunos da rede pública municipal de educação, que ficarão sem a merenda escolar no período de quarentena em prevenção ao novo coronavírus (COVID-19).

Comentários