Em Itabirito, quatro pessoas são detidas por tráfico de drogas

PUBLICADO EM:

Uma operação contra o tráfico de drogas em Itabirito, cidade localizada a 58 km de Belo Horizonte, prendeu quatro pessoas. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), duas facções estão em disputa pelo comércio de entorpecentes na cidade.

A operação em questão foi realizada em dois bairros da cidade onde a taxa de criminalidade é alta, sendo eles, Padre Adelmo e Country.

Entre as pessoas detidas, está um homem conhecido como gerente da boca de fumo. De acordo com a PM de Itabirito ele tentou fugir mas não conseguiu. Com o suspeito, que estava no bairro Padre Adelmo, foram encontrados uma arma e munição.

Com os outros três envolvidos, encontrados no bairro Country, foram localizados quantidades de maconha, crack e cocaína.

Entenda a lei sobre o tráfico de drogas

Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006.

Art. 33.  Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Pena – reclusão de 5 a 15 anos e pagamento de 500 a 1.500 dias-multa.

§ 1o  Nas mesmas penas incorre quem:

I – importa, exporta, remete, produz, fabrica, adquire, vende, expõe à venda, oferece, fornece, tem em depósito, transporta, traz consigo ou guarda, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, matéria-prima, insumo ou produto químico destinado à preparação de drogas;

II – semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas;

III – utiliza local ou bem de qualquer natureza de que tem a propriedade, posse, administração, guarda ou vigilância, ou consente que outrem dele se utilize, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, para o tráfico ilícito de drogas.

§ 2o  Induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga

Pena – detenção, de um a três anos, e multa de 100 a 300 dias-multa.

§ 3o  Oferecer droga, eventualmente e sem objetivo de lucro, a pessoa de seu relacionamento, para juntos a consumirem:

Pena – detenção, de 6 meses a um ano, e pagamento de 700 a 1.500 dias-multa, sem prejuízo das penas previstas no art. 28.

§ 4o  Nos delitos definidos no caput e no § 1o deste artigo, as penas poderão ser reduzidas de um sexto a dois terços, desde que o agente seja primário, de bons antecedentes, não se dedique às atividades criminosas nem integre organização criminosa. 

Leia também: Coronavírus: com barreiras sanitárias em funcionamento desde março, Itabirito chega a 60 casos confirmados

Comentários

RELACIONADOS

Outro Preto

Manifesto OuTro Preto

Outro Preto: Ouro com o “T” no meio. Outro Preto de Ouro Preto (cidade) patrimônio da humanidade. Território reconhecido, historicamente, pela oferta...
Comentários