Idoso morre em Contagem por suposta falta de socorro médico

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

O idoso Osvaldo Xavier dos Santos, de 72 anos, morreu na noite desta terça-feira (22), após quadro grave de insuficiência respiratória e suposta omissão de socorro por parte de um médico. O fato ocorreu na UPA Ressaca, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

O homem, que passou mal a noite, chegou em uma ambulância à UPA e teve o atendimento recusado pelo médico plantonista Celso Silva Siqueira, de 51 anos. De acordo com o boletim de ocorrência, o idoso estava em estado grave e por isso teve que ser encaminhado com urgência para a UPA mais próxima.

Atendimento recusado

Os socorristas do Samu então levaram Osvaldo para a UPA Ressaca, mas o médico Celso Silva Siqueira disse a eles que não poderia acolher o paciente por falta de leito. No entanto, um dos enfermeiros do Samu registrou no boletim de ocorrência que o médico não chegou nem a se levantar da cadeira para avaliar o paciente.

Segundo a Polícia Militar, os enfermeiros do Samu disseram que viram uma maca de urgência disponível dentro da UPA, e que deveria ter sido usada para atender Osvaldo. Além disso, os socorristas tentaram entrar em contato com Celso por ligação, mas não conseguiram convencer o médico da urgência do atendimento.

O Samu ainda encaminhou uma ambulância para atender o paciente na UPA, mas chegou tarde demais para atendê-lo. Sendo assim, o senhor não resistiu ao quadro grave e morreu.

O médico Celso Siqueira foi detido e levado para a Delegacia de Plantão Contagem para dar explicações à polícia. Segundo ele, já havia sido informado ao Corpo de Bombeiros e ao Samu, antes deste atendimento, que a UPA Ressaca estava lotada e que não seria possível atender mais nenhum paciente. O médico também alegou que orientou os socorristas a procurarem outra unidade hospitalar para atender novos pacientes.

Atualização: O médico da UPA Ressaca foi preso na noite desta terça-feira (22), após mais de 13 horas de depoimento na delegacia. A Polícia Civil decidiu prender o suspeito em flagrante por “homicídio por omissão”.

Leia também: Nove pessoas envolvidas em homicídios são presas em Belo Horizonte

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,268FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
177SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários