Agora é a hora de Vitinho

PUBLICADO EM:

Victor Alexandre Soares, ou Vitinho como gosta de ser chamado, é nascido na capital mineira, com 18 anos e desponta com um dos principais jogadores jovens do país. Inicialmente lateral direito, sua habilidade, velocidade e capacidade de finalização logo o credenciaram para posições mais avançadas no sub-20 do Cruzeiro, que ele joga desde os 17 anos, chegando a jogar até de ponta. O jovem tem tido grande presença na base celeste sendo artilheiro do time nas últimas competições que disputou e por isso chamou a atenção de Tite, que o convidou para o período de treinos da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo.

Inicialmente Vitinho foi convocado com mais cinco jovens jogadores de clubes brasileiros para ajudarem nos treinos da equipe enquanto os últimos jogadores não se apresentavam. Mas o Cruzeirense agradou e foi chamado juntamente com Brenner do São Paulo para seguirem com a delegação brasileira para Londres. Uma experiência e tanto para um jogador de 18 anos ter a oportunidade de treinar com atletas como Neymar, Marcelo e Philippe Coutinho.

Então fica o questionamento, se Vitinho chamou atenção até do técnico de Seleção Brasileira mais competente que já vi, não seria hora dele ter chances no time principal do Cruzeiro? Vitinho até hoje tem apenas uma partida pelo profissional do Cruzeiro. Ele entrou no segundo tempo do último clássico, aos 21 minutos do primeiro tempo, onde já estava 1 a 0 para a equipe atleticana e o Cruzeiro se encontrava com um a menos em campo. Devido à ocasião ele não teve tantas oportunidades na partida.

As características de Vitinho é atualmente a maior carência da equipe do Cruzeiro. A equipe sente falta de um homem de velocidade desde o início do ano e hoje após quase seis meses do passado ano ainda aguarda por David que parece nunca se recuperar. E agora ainda por cima Rafinha que vinha fazendo a função também se machucou e Arrascaeta se juntou a seleção uruguaia. Ou seja, sobraram Robinho e Sóbis para as funções de extremos do Cruzeiro, e completando uma trinca com Thiago Neves formar um meio muito técnico, mas lentíssimo. Em jogos repletos de espaços e com adversários com laterais fracos como na partida contra o Santos, um ponta rápido e habilidosa faz, e fez, muita falta. Se Raniel e Bruno Silva conseguiram dar uma canseira na defesa santista no fim da partida, imagina o Vitinho ali… (claro que esta é uma solução hipotética, já que a esta altura o jogador já estava servindo a seleção).

Além do estilo de jogo, a posição que Vitinho joga é justamente a que ficou vaga com a lesão do esforçado Rafinha. Um meia pela direita que ajuda na marcação e tem a função de puxar contra-ataques. Pelas origens como lateral, inclusive, Vitinho deve conseguir ter boa participação na função defensiva, bem mais que Robinho por exemplo. A velocidade do jovem é o que o time precisa, principalmente por ter jogadores extremamente técnicos que tem grande aproveitamento nos passes em profundidade e nos lançamentos. A solução do principal problema do ataque cruzeirense pode estar ali, feita em casa.

O Cruzeiro precisa parar de ter receio de apostar nos jovens, com excesso de proteção a seus atletas. Muitos talentos se perdem assim. As equipes brasileiras que vêm apostando em seus jovens têm tido bons resultados. Paulinho do Vasco, Rodrygo do Santos e Vinícius Júnior, do Flamengo estrearam nos seus respectivos times principais aos 16 anos e apesar de ainda terem muito a evoluir todos são destaques dos seus times. Além de que jogadores jovens com bom aproveitamento sempre chamam a atenção do exterior. Tanto que dos três citados dois já foram vendidos pra Europa e um, Rodrygo, vem recebido sondagens do velho continente.

Agora esperamos que após a moral dada por Tite, Vitinho passe a receber oportunidades que jogadores piores já receberam essa temporada.

Leia também:

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,283FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
180SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários