Globo exibe o filme ‘Jack Reacher: Sem Retorno’ na Tela Quente desta segunda (15)

PUBLICADO EM

A TV Globo vai exibir o filme “Jack Reacher – Sem Retorno” na Tela Quente desta segunda-feira, a partir das 22h16 (horário de Brasília), logo após a novela “Fina Estampa”.

Sequências que quase ninguém esperava eram o grande tema do ano de cinema de 2016, e depois de “O Caçador e a Rainha do Gelo”, “Independence Day: O Ressurgimento”, também houve espaço para “Jack Reacher: Sem Retorno”, sequência de Jack Reacher(2012).

Com Edward Zwick em vez de Christopher McQuarrie na cadeira de diretor, a sequência oferece a mesma coisa que o original há quatro anos: entretenimento de ação sólido e divertido com Tom Cruise como o efeito especial mais importante

Há quatro anos, Tom Cruise surgiu nas telonas no papel do ex-policial militar, que na época era considerado pelo público e pela crítica como sólido, mas não exuberante. Agora, Reacher (Tom Cruise) ainda é um lobo solitário que garante a lei e a ordem longe dos canais oficiais. Antes do filme começar, ele já havia derrubado vários agressores ao mesmo tempo, alguns minutos depois, policiais corruptos foram algemados.

Mas quando Reacher parte para Washington para conhecer sua pessoa de contato no antigo empregador, ele rapidamente entra em uma situação muito mais difícil. Como a major Susan Turner (Cobie Smulders) está subitamente presa por traição, ele próprio é suspeito de assassinato e, antes que você perceba, os dois estão fugindo e serão perseguidos não apenas por colegas da polícia militar.

Depois de Christopher McQuarrie na primeira parte, Edward Zwick assumiu seu lugar na cadeira do diretor, o que proporcionou uma diferença real. Zwick vem de filmes como “Diamante de Sangue” (2006), “O Último Samurai” (2003) e “Nova York Sitiada” (1998). Sem dúvida, ele tem mãos para um bom filme de ação. Neste caso, esta é a escolha certa, afinal, o filme é de qualquer maneira um veículo para Tom Cruise, que ainda se define como um herói de ação ainda mais no começo dos 50 anos.

De modo geral, “Jack Reacher: Sem Retorno” não se trata de super-heróis (mesmo que Reacher pareça um tanto invulnerável) e efeitos especiais (até explosões são iniciadas apenas no sprint final), mas de um bom jogo antigo de gato e rato com muitas brigas e tiros ocasionais. Comparado com o antecessor, é impressionante que desta vez a figura feminina seja mais interessante: falta uma certa piscada de um vilão como Werner Herzog, e o ser humano através dos sentimentos do pai desenvolvido por Reacher, aplicado por raios, é aplicado de maneira um tanto espessa. O filme definitivamente oferece boas cenas de ação.

Comentários

destaque

Cães e Gatos também são problemas de saúde pública

Não é de hoje que as ONGs que lutam pelo direito dos animais apontam a má vontade (para dizer o mínimo) da...

30 anos de ‘Uma Linda Mulher’: de prostituta à mulher dos sonhos

“Uma Linda Mulher” (Pretty Woman) comemora seu 30º aniversário! Desde 1990, o filme emociona os espectadores de várias gerações com o caso...

30 anos de ‘Uma Linda Mulher’: de prostituta à mulher dos sonhos

“Uma Linda Mulher” (Pretty Woman) comemora seu 30º aniversário! Desde 1990, o filme emociona os espectadores de várias gerações com o caso...
Comentários