Fundação Renova
Fundação Renova

G7 anuncia 20 milhões de euros para ajudar nas queimadas da Amazônia

O desbloqueio de 20 milhões de euros, por parte do Grupo dos 7 (G7), irá trazer ajuda à Amazônia em aviões de combate à incêndios. O anúncio foi feito hoje (26), pelos presidentes Emmanuel Macron da França, e Sebastian Piñera do Chile.

Além do envio de aviões, o G7 também disse que irá ajudar no reflorestamento do lugar. O projeto de assistência será apresentado à Assembléia Geral da ONU até o final do mês de setembro.

A iniciativa foi anunciada após o fim da reunião do G7, em que a pauta ambiental foi levantada, sendo discutida a atual situação vivida na Amazônia. Os números mais recentes apontam quase 80 mil incêndios nas florestas brasileiras em 2019, atingindo pouco mais da metade da Amazônia.

Ajuda é bem vinda

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, disse nessa segunda-feira (26) que a ajuda por parte do G7 em diminuir os danos dos incêndios nas florestas dos países da Amazônia é “sempre bem-vinda”.

“Eu queria aproveitar, inclusive, para lembrar que desde 2005 o Brasil tem cerca de 250 milhões de toneladas de gás carbônico, mecanismo de desenvolvimento limpo, para receber, e isso gera mais ou menos uma receita de US$ 2,5 bilhões. Essa é também uma medida que nós pedimos que os países desenvolvidos, o G7, nos ajudem a quitar essa fatura do Protocolo de Kyoto, esse crédito que o Brasil tem, o que seria muito bem-vindo para nós”, disse Ricardo Salles à imprensa.

Antes, foi oferecido 20 milhões de euros por um grupo de países ricos para ajuda nas queimadas, mas o presidente Jair Bolsonaro questionou o interesse do presidente francês em ajudar o Brasil com os incêndios.

Comentários
Carregando...