Ex-jogador do Atlético, Vanderlei, narra “gol de costas” 13 anos depois

PUBLICADO EM:

Nesta quarta-feira (29), é comemorado 13 anos da goleada por 4 a 0 do Atlético sobre o Cruzeiro, no primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro de 2007. E não é apenas o placar que chama a atenção daquela partida, mas o último gol alvinegro que ficou marcado na história do clássico, feito por Vanderlei, aos 44 minutos do segundo tempo, enquanto o goleiro Fábio estava de costas para o lance.

“Vi o Araújo tocando na bola, mas foi curto. Fui muito rápido para tirar do marcador e tocar para o gol. Não me lembro se olhei para trás para confirmar com o árbitro, acho que não. Já saí correndo para comemorar com a massa”, relembra o ex-jogador do Atlético, Vanderlei.

Após o final da partida, o goleiro Fábio, do Cruzeiro, reclamou que estava indo buscar a bola no fundo das redes, que Marcinho havia acabado de marcar de pênalti no minuto anterior. Segundo o defensor azul, o juiz Cléver Assunção Gonçalves não poderia ter reiniciado o jogo com as duas bolas “em jogo”.

O lance memorável de Fábio de costas para o gol ficou conhecido como o “do gol de costas”. Com o crescimento da internet e das redes sociais, o episódio se tornou um meme para a torcida do Atlético provocar o rival.

Com isso, a TV Galo, emissora do Atlético no YouTube, convidou Vanderlei para narrar o gol marcado por ele, que ficou tão marcado na memória do torcedor e que, inclusive, virou parte da letra de uma das músicas mais cantadas pela torcida atleticana nas arquibancadas.

Vanderlei aposentou suas chuteiras em 2013 e hoje é dono de uma academia na cidade de Tubarão, em Santa Catarina. O ex-jogador chegou a enfrentar o goleiro Fábio, do Cruzeiro, em outras oportunidades após aquela final do Campeonato Mineiro de 2007, quando atuava pelo Nacional de Nova Serrana pelo estadual, porém, não teve a oportunidade de falar com o arqueiro azul, pois começou a partida no banco de reservas.

Veja também: Qual foi o melhor gringo do Atlético na década? Vote em seu favorito

Comentários

RELACIONADOS

Comentários