Enderson é apresentado no Cruzeiro e pede atletas com perfil de Série A

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

Sem atividades na Toca da Raposa II por conta da pandemia do novo coronavírus, o Cruzeiro apresentou o técnico Enderson Moreira, nesta quinta-feira (26), de uma maneira inusitada.  Diversos jornalistas que cobrem o cotidiano estrelado enviaram perguntas por meio de vídeos ao profissional, que respondeu, de sua casa, da mesma maneira. Entre os principais temas abordados na entrevista, o comandante comentou a necessidade de contratar jogadores com perfil de primeira divisão e salientou as complicações da Série B, além de outros assuntos.

Em processo de análise do elenco da Raposa, o novo treinador demonstrou ter interesse em formar um projeto a longo prazo com o Cruzeiro. Por isso, salientou o desejo por atletas com características de Série A.

“Não quero trazer jogadores que tenham perfil apenas para uma Série B, quero trazer jogadores com perfil da Série A, que possam participar muito bem de uma Série B, é importante que a gente tenha esse perfil, a gente não pode perder esse perfil. Então, eu espero que a gente possa fazer os ajustes que precisam ser feitos”, opinou o novo contratado celeste.

Ainda sobre contratações, Enderson descartou dar sequência à lista de reforços feita por Adilson Batista. Além disso, não se mostrou muito interessado nas contratações de Felipe Baxola e Nilton, que vem sendo ventilados à Raposa.

“Tive agora com o Felipe Baxola (no Ceará) e já trabalhei com o Nilton (no Bahia). São atletas de ótima qualidade. Mas a gente está buscando um caminho diferente. A gente não está conversando muito sobre esses nomes, na verdade. Podem até ser algum tipo de alternativa, mas não no primeiro momento. A gente tem pensado em outras possibilidades. Até porque no caso de volantes, temos o Ariel Cabral e o Jean, que chegou agora. Jogadores já experientes”, ressaltou o técnico.

Quando questionado sobre o que o clube celeste precisa ter para lograr êxito na Série B, Enderson, bicampeão da competição, deixou clara a necessidade de um time forte e competitivo.

“Eu sei como é difícil disputar uma Série B. Qual a principal característica dessa equipe? Uma equipe que deve ser competitiva. Uma equipe que dentro e fora de casa tem que entender que ela precisa ter muito recurso competitivo.  Tem que brigar muito, tem que disputar muito as partidas. Futebol é muito igual hoje, em qualquer lugar do mundo. Então é importante que você possa competir em altíssimo nível. Isso é determinante”, comentou o treinador do Cruzeiro.

Enderson ainda comentou buscar por um time que chegue aos resultados e com que o torcedor consiga se identificar.

“Eu quero uma equipe que possa jogar futebol. Um futebol que possa fazer com que o torcedor se identifique com ele. Que a gente possa conseguir os resultados, o que é fundamental. E que ao mesmo tempo a gente possa também resgatar esse bom nível de futebol, que eu acho que a gente pode fazer. É para isso que eu estou aqui”, disse o técnico azul.

Por conta do surto de Covid-19 no Brasil e no mundo, Enderson Moreira ainda não teve contato físico com o elenco cruzeirense e, tampouco, aplicou treinos. No período de quarentena, o profissional irá assistir aos últimos jogos da Raposa e avaliar as peças do plantel. Ainda não há previsão para o retorno às atividades profissionais do Cruzeiro.

Veja mais: Técnico celeste, Enderson Moreira alavancou carreira de Ricardo Goulart antes de jogador ser contratado pelo Cruzeiro

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,302FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
181SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários