Dicas para aquisição de imóvel e veículo durante a pandemia

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

O que já não estava lá grandes coisas se agravou durante a pandemia do coronavírus. Os setores imobiliário e automobilístico estão sentindo o impacto negativo, economicamente falando, que o novo vírus está causando.

Imóveis

Durante a pandemia, de março até maio, muitos consumidores seguraram o pé no chão e pararam de sonhar, e, embora a crise possa trazer boas oportunidades de negócio, o ideal será a aquisição do almejado imóvel para aqueles que já possuem um dinheiro guardado, entretanto ,pular em um financiamento é fria.

O desespero dos investidores em fechar negócio pode sim sinalizar um bom momento para comprar uma casa, no entanto não sonhe demais, é possível que você por impulso ou necessidade de adquirir uma casa mais ampla devido ao momento em que estamos passando, que naturalmente as pessoas ficam mais em casa,  encha os seus olhos para aventurar-se em um financiamento. A compra de um imóvel pode comprometer a renda familiar a curto e longo prazo, logo, em caso de financiamento, o bom seria planejar antes de assinar um contrato.

Já para os que pretendem adquirir um imóvel pagando à vista, estes devem considerar o fato de que principalmente neste momento quem tem o capital, possui o poder de comprar e a negociação deve sim ser acalorada.

É sempre bom lembrar que ao adquirir um imóvel você também estará adquirindo um compromisso com o IPTU, taxa cobrada pelo governo uma vez ao ano, que varia de acordo com o tamanho do imóvel.

Veículo

O financiamento de um carro também pode envolver de forma agressiva a renda da família. Pensando nisso, o consumidor deve ter em mente que dependendo da situação ele terá que abrir mão de outras aquisições minoritárias para concretizar esse plano.

Se você tem dinheiro para comprar um veículo aproveite a oportunidade, mas não compre por impulso, visite concessionárias, e pode até rolar um “choro” na hora de fechar o negócio.

Lembrando que com a compra de um carro adquiri-se também o compromisso de quitar o IPVA, cobrado anualmente pelo governo.

Leia também: Calendário da segunda parcela do Auxílio Emergencial é divulgado; confira.

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,293FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
180SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários