Fabricante de armas afirma que decreto de Bolsonaro libera venda de fuzil para população civil

PUBLICADO EM

A fabricante de armas brasileira, Taurus, afirmou que o decreto sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, que facilitou o acesso de civis a armamentos, também inclui a possibilidade de um cidadão adquirir um fuzil do tipo T4 semiautomático calibre 5,56.

A informação foi divulgada pela TV Globo, a quem a empresa ainda informou que aguarda a entrada em vigor da regulamentação para atender imediatamente os clientes. “Temos uma fila de 2 mil clientes e estamos preparados para atender em até três dias as demandas”, afirmou a empresa que tem sede no Rio Grande do Sul.

A Casa Civil, ligada ao Palácio do Planalto, por sua vez, informou que o decreto não inclui o fuzil T4 como arma de uso permitido, pois se trata de uma arma de uso restrito e, que por isso, o cidadão comum não consegue adquiri-la. O órgão ainda enfatizou que a informação não procede.

O decreto das armas

Em 7 de maio, Jair Bolsonaro assinou o decreto que ampliou o uso de armamento e munições que, até então, eram restritos a policiais e membros das Forças Armadas, para boa parte da população.

O texto assinado pelo presidente prevê que 19 categorias, que vão desde conselheiros tutelares a políticos, não necessitem mais comprovar efetiva necessidade para portar armas, por presumir que tais atividades são de risco.

O documento também ampliou o limite da energia cinética das armas permitidas para 1.620 joules. A Taurus informou que a energia cinética do seu T4 é de 1.320 joules, sendo a arma, assim, permitida dentro dos limites estabelecidos pelo decreto. Em seu site de vendas, a empresa apresenta a arma como “ideal para uso militar e policial”.

Ainda de acordo com a fabricante, o fuzil T4 é baseado na plataforma M4/M16, empregada pelas forças militares em todo o mundo e principalmente pelos países membros da OTAN, por ser considerada uma arma de leve, confiável e de fácil manutenção.

Comentários

destaque

Vale anuncia novas vagas no Complexo Mariana

A mineradora Vale está com um novo processo seletivo aberto para operadores (as) de caminhão fora de estrada. Os profissionais contratados vão...

Mais mulheres ocuparão as cadeiras nas câmaras municipais?

As mulheres podem ser as protagonistas das Eleições 2020, caso as últimas decisões do Tribunal Superior Eleitoral (STE) sejam acatadas pelos partidos...

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,415FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
183SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários