Após reunião entre diretorias, Cruzeiro e Atlético farão clássicos apenas com torcida única

PUBLICADO EM:

Após a confusão nas arquibancadas do Mineirão no clássico do último domingo (10), o gestor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, e o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, se encontraram na manhã desta terça-feira (12) e decidiram voltar a ter clássicos apenas com torcida única. Como a decisão foi a vontade de ambos, não foi necessária a interferência do Ministério Público.

Com isso, os confrontos entre Atlético e Cruzeiro terão a presença de torcedores apenas do clube mandante. Segundo Zezé Perrella, a carga de ingressos de apenas 10% para o visitante faz com que apenas compareçam ‘a turma disposta a brigar’, tanto para o lado dos cruzeirenses, quanto para os atleticanos.

A decisão em conjunta com os representantes dos dois clubes foi feita dois dias após o último confronto entre Cruzeiro e Atlético no Mineirão pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, ocorrido no último domingo. Ao final da partida, houveram provocações entre torcedores dos dois lados, o que resultou em uma invasão de atleticanos em camarotes da torcida cruzeirense, iniciando uma cena de guerra. Há relatos de que cadeiras, vidros e barras de ferro do Gigante da Pampulha foram utilizados como instrumentos de batalha.

Depois, a confusão seguiu generalizada em direção ao estacionamento, próximo dos camarotes e do vestiário do Cruzeiro.

De acordo com a Minas Arena, empresa responsável pela administração do Mineirão, 580 profissionais da empresa Esquadra estravam escalados para fazer a segurança do jogo entre Atlético e Cruzeiro. Entretanto, aparentemente, 130 deles não compareceram ao Gigante da Pampulha por motivos diversos, mas entre eles, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorreu, também, durante a tarde do último domingo.

Mais brigas entre torcedores

A Polícia Militar de Minas Gerais informou que 53 pessoas foram presas nesse domingo, após confronto entre as torcidas de Cruzeiro e Atlético, antes e depois do jogo. A primeira confusão entre torcedores aconteceu no Anel Rodoviário, próximo a Sabará, onde integrantes da Máfia Azul e Pavilhão entraram em conflito, resultando em 39 presos, além de cinco pessoas feridas. No mesmo dia, seis pessoas ligadas às torcidas organizadas foram presas no bairro Santa Efigênia e outras seis no Mineirão, após a briga no Portão C, envolvendo atleticanos e cruzeirenses.

Injúria Racial

Após o Superclássico entre Cruzeiro e Atlético, torcedores atleticanos discutiram com seguranças na arquibancada do estádio. Na internet, viralizou um vídeo em que dois dos torcedores exaltados protagonizam cenas infelizes de racismo: “Filho da p***! Olha a sua cor”, disse um torcedor, em meio a outros xingamentos, no segundo 57 do vídeo.

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,283FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
180SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários