Boletim coronavírus: Minas Gerais registra número recorde de 35 óbitos em 24h

PUBLICADO EM:

Minas Gerais registrou 35 óbitos tendo o coronavírus (COVID-19) como causa em 24 horas. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou, na manhã desta quarta-feira (17), mais um Informe Epidemiológico detalhando a situação do COVID-19 no estado.

Até o momento foram 23.347 casos confirmados*. Estão em acompanhamento** 10.115 casos e são 12.695 casos recuperados***. Até o momento, foram confirmados 537 óbitos.

*Total de casos confirmados: soma dos casos confirmados, que não evoluíram para óbito e dos óbitos confirmados por COVID-19.

**Casos em acompanhamento: Casos confirmados de COVID-19, que não evoluíram para óbito, cuja condição clínica permanece sendo acompanhada ou aguarda atualização pelos municípios.

***Casos recuperados: casos confirmados de COVID-19 que receberam alta hospitalar e/ou cumpriram isolamento domiciliar de 14 dias sem intercorrências.

Até o momento, 585 municípios mineiros possuem casos confirmados, sendo Belo Horizonte a cidade mais afetada, com 3.548 casos e 83 óbitos, o que é esperado, visto que é a maior do estado.

Dentre os casos confirmados, em Minas Gerais, 12.404 são do sexo masculino, representando 54%, e 10.406 são do sexo feminino, representando 46% dos casos. Além disso, 3.028 casos apresentam comorbidade e 4.639 não possuem.

Ainda sobre os casos confirmados de coronavírus em Minas Gerais, 2.904 estão internados e 10.944 estão em isolamento domiciliar.

Já o número de municípios com óbitos confirmados chegou a 159, tendo o coronavírus uma taxa de letalidade de 2,3% no estado, até então. São 292 mortes do gênero masculino (54%) e 245 do feminino (46%).

Mortes por coronavírus em Minas Gerais

A SES-MG divulgou um quadro com informações sobre todos os óbitos que tiveram o coronavírus como causa confirmada em Minas Gerais. Para baixá-lo, clique aqui.

Dentre os 537 óbitos confirmados tendo o coronavírus como causa, apenas , 41 vítimas não apresentavam nenhum fator de risco e uma tem o histórico de saúde em investigação. Portanto, de acordo com o Informe Epidemiológico, 84% dos óbitos tinham comorbidade* presente. Além disso, entre as vítimas fatais, 391 eram pessoas com 60 anos ou mais, o que representa 73% do número total.

*Comorbidade é e a ocorrência de duas ou mais doenças relacionadas no mesmo paciente e ao mesmo tempo.

Veja o boletim informativo do coronavírus atualizado:

Boletim_Epidemiologico_COVID-19_17.06.2020

Veja também: Venda de bebidas alcoólicas aumenta durante a pandemia

Comentários

RELACIONADOS

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,243FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
176SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários