Fundação Renova
Fundação Renova

Confira os principais lançamentos de discos no rap nacional, em dezembro

Todos os meses, vários discos e músicas vem sendo lançados no rap nacional. Com o passar do tempo, novos artistas e produtoras tem surgido, e o cenário tem se expandido. Isso tem feito novas pessoas se interessarem pelo estilo. Porém, muitos deles não conseguem se inteirar de todos os lançamentos, devido ao grande volume de trabalhos que chegam às ruas, mês após mês.

Por isso, elenquei os principais lançamentos do rap nacional no mês de dezembro. Confira o que saiu de principal:

Souto MC: Ritual

– Lançado dia 06/12

– 8 faixas

– Feats: Ogi, Bia Ferreira, Jean Tassy, Kunumi MC e outros

Em alta pela participação na nova edição do Poetas no Topo, Souto é uma das melhores rappers do Brasil. Em Ritual, seu primeiro disco, a MC traz um tema pouco recorrente no rap, que são os povos indígenas. Descendente do povo Kariri, a artista traz isso como um tema recorrente em suas músicas. Com convidados bem diversificados, o disco traz desde uma faixa com a lenda Rodrigo Ogi, ao pai de Souto, Pedro Neto, que recita uma poesia na faixa que abre e dá o nome ao disco. Outra participação é a de Bia Ferreira, mineira autora do disco Igreja Lesbiteriana, Um Chamado. Apesar de curtinho, tendo apenas 25 minutos de duração, o disco mostra o grande talento e empenho da artista, que luta e dá visibilidade para uma das causas mais invisibilizadas em nosso país.

DaLua: Músicas para Tocar no Carro, Vol. 1

– Lançado dia 20/12 

– 25 faixas 

– Feats: Morenna, Menestrel, Azzy, MC Kitinho e outros

Considerado por DaLua como seu primeiro disco oficial, Músicas Pra Tocar no Carro, Vol. 1 é a consolidação do trabalho de anos do artista. Trazendo hits como Flex Season e Oh Céus, esse disco compila diversas das músicas que foram lançadas em seu canal nos últimos tempos, além de parcerias inéditas como na faixa Tava Querendo, com participação do funkeiro MC Kitinho, e na faixa After 2, com participação da rapper ONNIKA. Falando sobre carros, luxo e ascensão financeira, o álbum se propõe a ser o seu companheiro de rolês, como diz em seu nome. Com 25 faixas, foi um dos maiores álbuns de 2019.

Dfideliz: Sou Rock N’ Roll

– Lançado dia 06/12

– 14 faixas

– Feats: Igu, Kevin O Chris, Djonga, Gaab, Jé Santiago e outros

Sou Rock N’ Roll é um novo passo para carreira de Dfideliz. Consagrado com seu trabalho na Recayd o rapper lança Sou Rock N’ Roll para marcar a grande fase da carreira solo. Trazendo o estilo característico que fez o artista explodir, esse novo álbum traz grandes participações do rap e do funk. Destaque para a faixa Axé, que conta com a participação de BK e Djonga. Com referências para famosa rota americana, a faixa 66 veio acompanhada de um belo clipe em preto e branco. Com uma produção de alto nível, o disco traz beats assinados por Nagalli, Lotto, Paiva, Celo, entre outros. Bastante “hypado”, Sou Rock N’ Roll deve ser um dos discos de rap mais ouvidos no primeiro semestre de 2020.

Yung Buda: True Religion

– Lançado dia 06/12

– 13 faixas 

– Feats: Choice, Nikito, Zemaru, Florence e outros

Após o lançamento da aclamada mixtape Músicas pra Drift Vol. 2 em Abril, Yung Buda encerrou 2019 com o lançamento do álbum True Religion. Unindo elementos do cotidiano com referências a filmes de ação, terror, automobilismo, animes e jogos antigos, o estilo de Buda se destacou em meio ao cenário underground daqui, ajudando na consolidação de sua banca, a SoundFoodGang. Nesse novo disco, traz algumas parcerias inéditas, como a com Choice na faixa New Wave e Zemaru na faixa Sem Sinal. É o trabalho mais longo do artista, que vinha trabalhando em mixtapes com um número menor de músicas.

Xamã: O Iluminado

– Lançado dia 12/12

– 11 faixas

– Feats: Filipe Ret, Orochi, Agnes Nunes, Luccas Carlos e outros

Após mais de 1 ano de lançamento de Pecado Capital, seu trabalho de estreia, Xamã lança O Iluminado, seu segundo álbum. Composto por 14 faixas, o disco inteiro faz referências à obras cinematográficas. Amante do cinema, a tão aclamada sétima arte, o rapper conseguiu trazer alguns dos maiores nomes do Hip-Hop do país para o acompanhar nesse trabalho. Djonga, Filipe Ret e a revelação Agnes Nunes são apenas alguns dos nomes que abrilhantam a obra. Eclético, Xamã faz referências a filmes de diversos gêneros, como terror (Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado), drama (Central do Brasil), comédia (American Pie) e até ficção científica (Matrix).

Jag & Laioung: Milano de Janeiro 

– Lançado dia 13/12

– 8 faixas

– Feats: Duzz, Pelé, Lil Pinga, Górdon, Marck e outros

Consolidado no Youtube, Jag, um dos donos do canal Versátil, decidiu se jogar na música. Em Milano de Janeiro o rapper traz a mistura de suas experiências no Rio de Janeiro, sua terra natal, e a Europa, onde produziu seu disco. Com beats assinados pelo italiano Laioung, o álbum chega com 8 faixas e diversas participações nacionais e internacionais. Esse é o primeiro trabalho do artistas, que desde 2018 já vinha lançando uma série de singles. Vivência no Brasil e na gringa, artigos de luxo, mulheres, dinheiro, drogas e irmandade são alguns dos temas do disco.

Koning: Luz

– Lançado dia 09/12

– 9 faixas 

– Feat: Torres

Em 2017 o rap nacional conheceu o grupo MOB79, uma das grandes revelações do underground naquele ano. Um tempo depois, o grupo acabou anunciando que estava encerrando suas atividades. Tomando caminhos diferentes, cada membro acabou seguiu adiante com sua arte. Porém, em 2019 eles retornaram com o projeto. Lançada em agosto, a faixa Sem Refrão mexeu com o coração dos fãs. Já em dezembro, Koning, um dos vocalistas, lança o álbum Luz, pra consolidar sua carreira solo. Produzido pelo Mind e com feat do Torres,membros do 79, o disco chegou com 9 faixas, com batidas do bom e velho boombap. Aprovado pela público, Luz mostra que Koning ainda muito talento para mostrar.

 

Para quem se interessar por rap e quiser consumir mais conteúdo ligado à cultura Hip-Hop, nós recomendados a nossa coluna chamada Rima em Prosa. Lançada quase toda semana, nela trazemos entrevistas com os principais artistas do meio, sejam rappers ou produtores. Para conferir, é só clicar aqui.

Veja também: Veja 10 promessas do rap nacional para 2020

Comentários