Bradesco é multado em R$ 8,6 milhões pelo Procon de Minas Gerais

PUBLICADO EM:

EDITORIA:

O Procon-MG, órgão do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), multou o Banco Bradesco em R$ 8,6 milhões por irregularidades constatadas no Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) da instituição. A condenação ocorreu em processo administrativo instaurado pelo órgão de fiscalização.

De acordo com a fiscalização feita pelo Procon, foi constatado que o Bradesco se recusou a receber e processar pedidos de cancelamento de serviços por meio do canal único de atendimento e recusou ou dificultou a entrega de cópia de gravação das chamadas efetuadas para o SAC da instituição, entre os anos de 2012 a 2019.

Ainda segundo o Procon, os pedidos de cancelamentos de cartões vinculados a lojas parceiras devem ser processados por meio do mesmo canal de atendimento, outra medida que o banco Bradesco não cumpriu para seus clientes.

A decisão do Ministério Público mineiro se fundamenta em mais de 65 mil reclamações de consumidores relacionadas a problemas no SAC do banco Bradesco, que foram registradas no Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec). O Sindec é usado por Procons de todo o país.

No entanto, o Bradesco ainda pode interpor recurso perante o Procon-MG, podendo questionar a decisão do órgão.

Leia também: Governo reduz estimativa do salário mínimo para 2020

Comentários

NOTÍCIAS RELACIONADAS

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,248FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
177SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários