Fundação Renova
Fundação Renova

Mãe cria campanha para manter tratamento do filho em BH; saiba como ajudar

Daniel Victor, de 13 anos, é morador do bairro Nossa Senhora da Conceição, em Sabará, região metropolitana de Belo Horizonte, e tem paralisia cerebral. Sua mãe, Patrícia Rejane, criou a campanha “Ajude a salvar Daniel” com o objetivo de arrecadar dinheiro para o tratamento do filho.

Patrícia cuida do filho 24 horas por dia e não tem tempo para trabalhar. Sua renda se baseia em um salário mínimo recebido como Benefício Assistencial aos Idosos e à Pessoa com Deficiência (BPC), pago pelo Governo Federal.

Em entrevista ao Portal BHAZ, Patrícia conta que enfrenta um processo no INSS sobre a alegação de que seu filho recebe um benefício impróprio. Segundo ela, o Instituto cobra uma dívida inexistente de R$15 mil. Além disso, a família abriu uma ação contra o hospital em que a criança nasceu. Ainda segundo a mãe, a condição do menino é decorrente de um erro médico durante o parto, que ocasionou a falta de oxigênio do cérebro de Daniel.

No seu Facebook, a mãe da criança posta o pedido de ajuda junto ao link da “vakinha online”.

Como ajudar

Além da vaquinha online para arrecadar doações, a família aceita doações de fraldas, gazes, medicamentos e lenços umidecidos. Para doações em dinheiro, o valor deve ser depositado na conta da mãe da criança:

Patrícia Rejane Madeira Abreu
Banco Caixa
Agência:0081
OP: 013
Conta: 01384389-7
CPF:741-916-246-87

Paralisia cerebral

A Paralisia cerebral é um transtorno que compromente a movimentação e a postura da pessoa, resultante de uma lesão ou defeito no cérebro em desenvolvimento. Geralmente a paralisia é causada por lesões cerebrais nos primeiros meses ou anos de vida.

Vários fatores podem aumentar a probabilidade da paralisia, entretanto, não necessariamente podem resultar na doença. Os maiores fatores de risco são durante o desenvolvimento fetal, antes, durante ou logo após o nascimento ou durante a infância.

Fatores de risco para a paralisia cerebral:

  • Nascimento prematuro
  • Baixo peso ao nascer
  • Má nutrição intra-uterina
  • Falta de fatores de crescimento durante a vida intra-uterina
  • Incompatibilidade de RH ou tipo de sangue A-B-O entre a mãe e a criança
  • Infecção da mãe com sarampo alemão ou outras doenças virais no início da gravidez
  • Infecção bacteriana da mãe, do feto ou criança que ataca direta ou indiretamente o sistema nervoso central do bebê
  • Perda prolongada de oxigênio antes ou durante o parto

Leia também: Mineiro diagnosticado com doença rara precisa de ajuda para novo tratamento

Comentários