Fundação Renova
Fundação Renova

Aulas presenciais em São Paulo retornam em setembro

O governador do estado de São Paulo, João Dória, anunciou na tarde desta quarta-feira (24) que as aulas presenciais no estado devem retornar no dia 8 de setembro. Segundo informação divulgada através de coletiva de imprensa, realizada por meio de transmissão ao vivo, poderão retornar às atividades educacionais somente municípios que se encontram na fase três do “Plano São Paulo”, seguindo um protocolo se segurança que ainda será divulgado pelo estado.

Segundo o secretário executivo de Educação, Rossieli Soares da Silva, “Cada município tem um sintema, nós temos o sistema estadual”. Rossieli sinalizou que cada cidade terá a liberdade de escolhe a melhor forma de realizar a flexibilização das atividades escolares, que deixarão de serem remotas e passarão a serem presenciais.

Para o retorno das aulas, algumas medidas de segurança serão obrigatórias, como, por exemplo, o espaçamento de pelo menos um metro e meio entre os alunos. “Estamos desenhando um protocolo que deve gerar alguma informação precisa para as escolas e famílias de como proteger a saúde da criança”, diz o secretário de Saúde do estado de São Paulo. Os protocolos começarão serem discutidos pelo estado de forma aberta à população nas próximas semanas, e o plano para a retomada das atividades será divulgado ao final do mês de julho.

Doria também falou sobre a possibilidade do ensino remoto continuar. Segundo o líder do Executivo do estado, um ensino complementará o outro, ou seja, é provável que num primeiro momento as aulas retornem através de um sistema de revesamento de alunos. Entretanto, João Dória também afirmou que esses e outros detalhes do plano ainda serão discutidas, assim como o transporte escolar.

Rossieli Soares da Silva ainda enfatizou a importância de afastar profissionais que encontram no grupo de risco das atividade neste primeiro momento, sendo assim serão contratados novos profissionais. O secretários também falou que busca formas jurídicas de contratar professores”eventuais” e deu o seu depoimento pessoal sobre quando esteve internado na UTI após contrair a Covid-19. Rossieli relembrou que ele também faz parte do grupo de risco para defender seu posicionamento sobre manter profissionais que se encontram em grupo de risco em casa.

Minas Gerais

A última informação que tivemos sobre o retorno das aulas em Minas Gerais foram de que o estado deve voltar a oferecer atividade letivas presenciais no mês de agosto. Foi o que informou o empresário e governador de Minas Romeu Zema por meio de coletiva de imprensa realizada no dia 3 deste mês.

Segundo Zema, o mês de agosto seria o período pós auge do coronavírus em Minas. “Nossa previsão é que as aulas voltem no segundo semestre. Talvez, o mais provável, seja em agosto, porque o pico da nossa pandemia está prevista para o final do mês de julho. Então, assim que passar o pico e o número de casos começar a cair, as aulas voltam. É algo que eu desejo muito porque nós sabemos que, presencialmente, os alunos aprendem melhor, principalmente as crianças”, disse o governador na ocasião.

Leia também: MEC autoriza aulas online do ensino superior até 31 de dezembro

Comentários