Atlético disputa três objetivos nas próximas seis rodadas do Brasileirão

PUBLICADO EM:

O Atlético empatou com o Cruzeiro no último domingo (10), em 0 a 0, no estádio Mineirão. A partida não foi uma das melhores dos times alvinegro e azul, tendo, no total, 33 chutes, mas apenas dois em direção ao gol durante o jogo inteiro. Mas, para o Galo, o resultado sem gols não foi tão ruim para sua atual situação no campeonato, conquistando um ponto, ficando em 12° lugar, com 40 pontos no total, dando assim tranquilidade para o time quanto ao risco de rebaixamento.

O time treinado por Vagner Mancini terá pela frente seis adversários que estão, relativamente, próximos. Os únicos confrontos contra equipes que estão abaixo da 12ª colocação são contra Fluminense, que acontece no sábado (16), e Botafogo, em dezembro. Fora esses, todos os jogos do Galo serão com times que estão a sua frente no campeonato, desde o sexto ao nono lugar.

Portanto, as seis últimas rodadas do Brasileirão serão definitivas do futuro do Atlético para a próxima temporada, para definir se irá apenas disputar o Campeonato Brasileiro no ano que vem, ou também irá jogar a Copa Sul-Americana, ou ainda, irá conseguir, surpreendentemente, disputar a Copa Libertadores.

Atlético disputa três objetivos nas próximas seis rodadas do Brasileirão
Crédito da foto: Bruno Cantini / Atlético

Eliminar risco de rebaixamento

Este parece o primeiro objetivo a ser cumprido pelo time alvinegro, acabar com qualquer risco de estar entre os quatro últimos da tabela do Campeonato Brasileiro. Apesar de não parecer tão próximo do Z-4, são sete pontos que distanciam o Atlético da zona de rebaixamento, e ainda faltam 18 a serem disputados. Segundo os matemáticos, 45 pontos garantem um clube na série A no ano que vem, portanto, o time mineiro precisaria de uma vitória e dois empates, ou apenas duas vitórias, em seis jogos, para se firmar de vez na primeira divisão.

Não parece uma tarefa tão complicada para o Galo, mas terá dois confrontos contra equipes que brigam para não cair: Fluminense fora de casa, e Botafogo em Belo Horizonte, seriam, supostamente “confrontos diretos” nesse quesito. Entretanto, também, devido à pontuação dos times que ainda brigam para não cair no campeonato, talvez seja preciso menos de 45 pontos para o Atlético se manter na primeira divisão, o que dá muita tranquilidade ao torcedor atleticano.

Copa Sul-Americana

O Atlético atualmente ocupa a última colocação classificatória para Copa Sul-Americana, na 12ª colocação. Para conseguir concretizar sua classificação para o segundo torneio continental mais importante da América, o Galo não precisa de tanto esforço, sendo que precisa ficar entre o sétimo lugar e a sua atual posição, o que representa a área mais intermediária do campeonato.

Nas próximas seis rodadas, o time mineiro irá enfrentar o Bahia (9°), Corinthians (8°) e Internacional (7°), que seriam adversários diretos em uma suposta ‘briga’ pelas melhores colocações dentro do grupo de classificados para a Sul-Americana. Mas para se garantir na competição continental, o Atlético precisa de cerca de três vitórias, ou seja, nove pontos, o que não parece ser uma missão tão difícil.

Copa Libertadores

Atlético disputa três objetivos nas próximas seis rodadas do Brasileirão
Crédito da foto: Divulgação / CONMEBOL

A classificação para a principal competição continental tem um caminho mais difícil para o Galo. A diferença de pontos do time mineiro para o sexto colocado, Athlético-PR, é de 10 pontos, ou seja, o Atlético precisaria tirar essa diferença de pontos em seis rodadas, em que serão 18 pontos disputados. Entretanto, caso o chará paranaense permaneça na sexta posição, o sétimo colocado, Internacional, também se classifica para a Libertadores, mas o que não muda tanto o panorama do alvinegro, sendo que ainda são nove pontos de diferença. Porém, em uma ocasional disputa para um suposto G-7, haveria um confronto direto contra o time colorado fora de casa na última rodada, o que já poderia retirar três pontos dessa distância.

Apesar de parecer muito difícil uma classificação para a Libertadores, o Atlético ainda teria outro confronto direto com o sexto colocado, o Athlético-PR, que já está classificado para a principal competição continental, o que aumentaria, relativamente, as chances do Galo subir na tabela de classificação.

Na entrevista coletiva, após o clássico desse domingo, o treinador Vagner Mancini disse que não descarta a possibilidade de entrar no G-6 ou em um possível G-7. “Eu acho que ainda é possível sim. A partir de um momento que você tira um peso das costas, você pode jogar de uma forma diferente. Você pode ser mais ofensivo, pode buscar vitórias em jogos em que, normalmente, seriam mais difíceis em função daquilo que você almeja no campeonato. Hoje nós temos que ganhar mais uma partida para respirar e, a partir do momento que ganharmos mais uma partida, em 11 pontos, nós vamos ter feito sete, e aí você passa a pontuar de uma forma diferente no campeonato, passa a buscar, porque não, o sexto lugar”, alegou Vagner Mancini.

Leia também: Rei dos empates: série invicta do Cruzeiro engana

Comentários

RELACIONADOS

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,243FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
176SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários