Fundação Renova
Fundação Renova

A tecnologia em favor da segurança alimentar

Que o consumo de frutas deve ser frequente na nossa alimentação diária já é um fato inquestionável, devido a todos os benefícios inerentes a essa prática, como fornecimento de vitaminas e minerais. Porém, saber qual o ponto ideal para o consumo das frutas às vezes pode ser difícil, e foi pensando nisso que a Embrapa desenvolveu um aplicativo para monitorar a qualidade desses alimentos.

O aplicativo denominado Yva (fruta, em tupi-guarani) foi apresentado na feira internacional do setor de alimentos e bebidas denominada Anufood Brazil a qual ocorreu na última semana. O Yva funciona por meio de um nanossensor colorimétrico que rastreia as frutas revelando  o seu grau de maturação. A aferição ocorre com base em cores, que variam do roxo para o marrom sendo que cada uma das tonalidades corresponde a um estágio de maturação do fruto, o qual é identificado por meio da detecção da liberação do gás etileno, hormônio responsável pelo amadurecimento de frutos climatéricos (aqueles que amadurecem após a colheita). As informações captadas pelo nanossensor poderão ser lidas por qualquer câmera de celular, de forma similar a uma etiqueta QR Code e interpretadas por meio do aplicativo.

O nanossensor pode ser inserido tanto dentro de embalagens plásticas quanto em caixas de frutas, o que auxilia os clientes no processo de escolha ao verificar a qualidade dos produtos que estão nas prateleiras e os comerciantes a rastrear lotes, a fim de gerenciar melhor os estoques, de modo que o primeiro produto a perder a validade seja consumido antes, evitando, assim, que ocorram perdas e desperdícios. Além disso, o uso dessa tecnologia pode evitar o hábito do consumidor de apertar as frutas durante a escolha, pois essa prática pode provocar danos nas frutas e estragá-las, além de viabilizar a contaminação por micro-organismos.

Para avaliar a efetividade do Yva, os pesquisadores fizeram testes com manga, mamão e banana, mas essa tecnologia pode ser aplicada em outros frutos climatéricos, como pêssego, caqui, ameixa e maracujá, que também são muito presentes na mesa do brasileiro.

A tecnologia pode ser de grande auxílio na promoção da segurança alimentar e nutricional, como nesse caso em que por meio de um aplicativo pode-se ter acesso a alimentos em melhores condições de consumo. Considerando que é essencial que se tenha uma alimentação o mais saudável possível e para tanto é de grande interesse que se lance mão de toda e qualquer estratégia que possa contribuir positivamente.

Comentários