7 dicas para incluir exercícios na sua rotina em casa

PUBLICADO EM

Em razão das recomendações oficiais sobre o distanciamento social como forma de conter o avanço do coronavírus, muita coisa mudou no dia a dia dos brasileiros. A ida à academia e a prática de atividades ao ar livre tiveram que ser temporariamente substituídas pelos exercícios em casa.

Quem ainda não tinha o hábito de frequentar academias ou realizar práticas individuais ao ar livre pode aproveitar este momento para incorporar as atividades ao dia a dia. “Realizar exercícios, mesmo em casa e por alguns minutos diários, é essencial para a saúde do corpo todo. O sedentarismo é responsável por uma série de problemas para o organismo humano, incluindo quadros como a hérnia de disco e a lombalgia”, explica o Dr. Marcus Yu Bin Pai, médico especialista em dor e acupuntura e colaborador do Grupo de Dor do Hospital das Clínicas da USP.

Mas como adaptar a rotina de atividades físicas ao ambiente caseiro de forma eficaz? É possível alcançar bons resultados? Como evitar a desmotivação? Algumas dicas podem ajudar muito neste momento. Confira!

Fazendo exercícios em casa

Tanto para quem é iniciante quanto para praticantes avançados, é possível obter ótimos resultados com as práticas caseiras.

  • Comece devagar: se você pensa em incluir os exercícios físicos à rotina em casa, saiba que não é preciso ter pressa. Aqui, o foco é “devagar e sempre”, evitando dessa forma lesões ou desconfortos. Respeite os limites do seu corpo e avance com cautela na intensidade e duração dos exercícios.

  • Aqueça: o aquecimento nunca deve ser deixado de lado. Aquecer antes de iniciar a prática diária estimula o fluxo sanguíneo para os músculos, reduzindo a possibilidade de lesões. O aquecimento é uma espécie de ajuste do corpo, preparando-o para sair da inércia e entrar em atividade.

  • Aplicativos: não sabe muito bem por onde começar? Existem diversos aplicativos gratuitos para diferentes níveis (iniciante, intermediário e avançado), e que ensinam práticas como ioga, musculação, crossfit, entre muitas outras.

  • Escadas: mora em prédio? Que tal dar um passeio pelas escadas do edifício? Se puder – e tomando os cuidados necessários, como usar máscara e evitar tocar no corrimão – suba e desça alguns lances de escada diariamente. Comece devagar, subindo e descendo apenas dois andares, por exemplo, e vá avançando conforme sentir que seu corpo vai se habituando ao exercício.

  • Cronograma: crie um cronograma de treinamento semanal. Essa é uma forma de observar seus avanços e, também, de evoluir com cautela na prática das atividades em casa. Estipule dias, horários e duração das práticas, e vá adaptando o calendário semanalmente.

  • Roupas: a “roupa de academia” também pode – e deve – ser utilizada em casa. Prefira roupas confortáveis e que não atrapalhem os movimentos. Não abra mão dos tênis: eles ajudam a reduzir o impacto causado pelo contato dos pés com o chão.

  • Espaço: o local ideal da casa para praticar exercícios fica à escolha do morador, é claro. Porém, evite locais com muitos objetos ou móveis próximos (que podem causar algum incidente), e evite tapetes escorregadios ou que possam ocasionar tropeções.

Comentários

destaque

Polícia prende suspeito de fornecer drogas para menores, em Congonhas

Na tarde dessa quarta-feira (8), ao deslocar até o bairro Pires a fim de averiguar denúncias sobre tráfico de drogas, a Polícia...

Dica de Português: saiba a diferença entre seção, sessão e cessão

Seção, sessão e cessão são palavras homófonas, ou seja, elas possuem a mesma pronúncia, mas têm grafias e significados diferentes. As palavras...

EDITORIAS POPULARES

NOSSAS REDES SOCIAIS

70,354FãsCurtir
28,000SeguidoresSeguir
181SeguidoresSeguir
2,000InscritosInscrever
Comentários